..:: Portal Igreja Evangélica Missionária ::..

Online

Nós temos 16 visitantes online

Em que cremos

E-mail Imprimir PDF

CONFISSÃO DE FÉ DA
DENOMINAÇÃO EVANGÉLICA MISSIONÁRIA

DA DOUTRINA DA TRINDADE
CREMOS QUE HÁ UM SÓ DEUS na Sua essência, mas que subsiste em três pessoas distintas, co-iguais em poder e em glória, como também co-eternas: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, tendo Eles os mesmos atributos e sendo Eles igualmente perfeitos. Mt.3:16,17; 28:18,19; Jo.14:16,17; 16:12-15; II Co.13:13; Gl.4:6,7; Hb.9:14; I Jo.2:22,23; 5:6-12,20.

DA DOUTRINA DE DEUS PAI
CREMOS EM DEUS PAI, Espírito, pessoal, eterno, infinito, imutável e insondável em Seu Ser, criador, preservador e consumador de todas as coisas, o Qual revelou-Se ao mundo pelo Filho e pelas Suas obras, dando-nos a conhecer a Si mesmo e tudo quanto requer de nós quanto à conduta e ao procedimento aqui no mundo. Dt.33:27; Sl.9:2; 139:7-12; Is.40:28; Jr.10:10; 23:24; Mt.5:45-48; Mc.12:19-30; Lc.12:32; 24:39; Jo.1:18; 4:24; 5:37-39; 14:28; At.17:24-29; Rm.1:20; I Co.8:4-6; I Tm.1:17; Hb.1:1-4; 7:3; Tg.1:1-18.

DA DOUTRINA DO FILHO JESUS CRISTO
CREMOS EM DEUS FILHO, JESUS CRISTO, O Unigênito do Pai, concebido no ventre da Virgem Maria por obra e graça do Espírito Santo. Viveu sem pecado, morreu para expiação de nossas culpas, ressuscitou para nossa justificação, ascendeu à destra do Pai para nossa mediação, de onde voltará para julgar os vivos e os mortos. Sl.2:1-8; Is.7:14; Mt.1:18-21; Jo.1:1-3; 8:56-58; 10:30; Rm.4:24,25; II Ts.2:5,6; Hb.4:14-16; I Pe.4:5; I Jo.4:8-9.

DA DOUTRINA DO ESPÍRITO SANTO
CREMOS EM DEUS ESPÍRITO SANTO, da mesma essência do Pai e do Filho, que é regenerador, santificador, consolador, o Qual habita no crente desde o momento da sua conversão a Cristo. Sl. 4:6; Jo.14:16,17; 16:7-14; II Co.3:16-18; Ef.2:17,18; II Ts.2:13; Tt.3:4,5; I Pe.1:3-12.
CREMOS NO BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO, que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, tendo como uma das evidências externas o dom de línguas, conforme a Sua vontade. At.1:5; 2:2-4; 10:44-46: 19:1-7.
CREMOS NOS DONS ESPIRITUAIS concedidos por Cristo, através do Espírito Santo, dado a todo crente para edificação, aperfeiçoamento e unidade do Corpo de Cristo. Rm.12:6-8; I Co.12:4-11; Ef.4:7-12; I Pe..4:10,11

DA DOUTRINA DAS ESCRITURAS SAGRADAS
CREMOS NA PLENA INSPIRAÇÃO DIVINA E NA INERRÂNCIA DOS MANUSCRITOS ORIGINAIS DAS ESCRITURAS SAGRADAS, Antigo e Novo Testamentos, compostos de sessenta e seis (66) livros, que foram escritos por homens santos, da parte de Deus.
ACEITAMO-LAS COMO ÚNICA REGRA DE FÉ E PRÁTICA, suficiente e infalível da revelação de Deus em Seu propósito redentor e como norma para nossa conduta aqui no mundo. A regra infalível de interpretação das Escrituras é a própria Escritura. Dt. 4:2; Sl.119:112; Is.8:19-20; Dn.9:2; At.7:38; II Tm.3:16; Hb.1:1; II Pe.1:19-21: Ap.22:18,19.

DA DOUTRINA DO PECADO
CREMOS QUE HOUVE REBELIÃO NO CÉU, chefiada por Lúcifer e seguida por seus anjos, cujo alvo desde então é destruir as obras de Deus, tornando-se assim o agente pessoal da maldade, com suas hostes demoníacas, e o principal responsável pela entrada do pecado no mundo, e a causa da degradação e infelicidade humanas. Gn.3:1-7; Is.14:12-15; Ez.28:13-17; Mt.4:8,9; Jo.12:31; Ef.5:12; I Jo.5:19.
Sabemos que Lúcifer, também conhecido por satanás ou diabo, é uma pessoa, é autor do pecado e causador da queda do homem. Mt.4:1-11, 25-41; I Pe.5:8; Ap.20:10.
Sabemos que vem de Satanás e seus anjos, (demônios ou espíritos maus), a operação no sentido de impedir a conversão dos Homens a Jesus Cristo, e a de oprimir os crentes. Mc.9:37-43; Jo.1:1-12; Ef.6:11, 12; I Pe.5:8,9.

DA DOUTRINA DO HOMEM
CREMOS QUE O HOMEM FOI CRIADO POR DEUS, exatamente conforme a descrição de Gênesis, livre e responsável, com santidade positiva, em estado ideal de perfeição, mas, que não guardou o seu estado original, pois, sendo tentado por satanás não resistiu, caiu em pecado e foi expulso da presença de Deus passando a viver em miséria moral e espiritual, comprometendo todo o gênero humano. Gn.2:7-17; 9:24; Sl.51:5; Rm.3:24; 5:12-21.

DA DOUTRINA DA ALMA
CREMOS NA IMORTALIDADE DA ALMA, em sua existência perpétua e consciente, em estado de salvação e gozo no céu, ou, em estado de perdição e miséria no inferno. Gn.2:7; Ec.3:11; 12:7; Dn.12:2; Mt.25:31-46; Lc.16:22-31; 19:21; Ap.20:10-14; 21:7,8.

DA DOUTRINA DAS PENAS ETERNAS
CREMOS NA EXISTÊNCIA DO INFERNO, lugar que Deus preparou para o diabo e seus anjos (demônios), mas que será também o destino eterno das almas que recusam a Jesus como Salvador e Senhor. Mt. 25:41-46; Mc.9:43-48; Lc.16:22-23; Ap.20:10-14; 21:8.

DA DOUTRINA DA SALVAÇÃO
C
REMOS NA SALVAÇÃO ETERNA somente pela graça de Deus mediante a fé no sacrifício expiatório de Nosso Senhor Jesus Cristo, consumada na cruz, operada pela persuasão regeneradora do Espírito Santo, através do novo nascimento, selando-nos para o dia da redenção. Lc.19:10; Jo.16:7-11; At.4:12; Rm.4:24,25; 6:23; II Co.5:17; II Tm.2:19.

DA DOUTRINA DA IGREJA
CREMOS NA IGREJA COMO UNIVERSAL ASSEMBLÉIA DOS SANTOS, existindo em todas as partes da Terra em congregações locais, como unidade do povo de Deus, eleita e separada do mundo, instituída por Nosso Senhor Jesus Cristo, para o aperfeiçoamento e serviço dos santos. Mt. 16:16-19; Jo.17:22-26; II Co.11:2; Ef.4:10-16; 5:22-27; II Tm.3:15; Hb.12:22-24; I Pe.2:9,10.

DA DOUTRINA DO BATISMO
C
REMOS NO BATISMO NAS ÁGUAS, após a Profissão de Fé, realizado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,em testemunho público de fé e como símbolo externo da obra regeneradora operada interiormente pelo Espírito Santo no momento da conversão, para união ao Corpo de Cristo. Mt.28:18-20; At.10:44-48; Rm.6:1-14; 8:12-17; I Co.12:12-14.

DA DOUTRINA DA SANTA CEIA
CREMOS QUE O SENHOR JESUS CRISTO INSTITUIU A SANTA CEIA, com os elementos pão e vinho, representantes do Seu corpo e sangue, para manter a comunhão dos santos e anunciar a morte, ressurreição e segunda vinda de Cristo. Mt.26:26-31; Mc.14:22-26; Jo.6:42-59; I Co.11:23-29.

DA DOUTRINA DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO
CREMOS NA SEGUNDA VINDA DE CRISTO, pessoal, física e visível, para ressurreição dos mortos, arrebatamento da Igreja, julgamento das nações, estabelecimento do Seu Reino e consumação de todas as coisas. Dn.12:2; Mt.24:29-31; 25:31-32; 26:63,64; Mc.13:3-37; Lc.21:25-28; Jo.14:1-3; At.1:9-11; I Ts.4:13-18; II Ts.2:7,8; Ap.3:11; 20:1-13.

DA DOUTRINA DA CONSUMAÇÃO
CREMOS NO JUÍZO FINAL DE DEUS, no estabelecimento de um novo céu e uma nova terra para habitação eterna dos salvos e na implantação do governo universal de Deus. Is.65:17-25; I Co.15:24-28; Ap.20:11-15; 21:1-5.

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
Última atualização ( Sex, 20 de Novembro de 2009 09:09 )  
Voce esta aqui: Início Nossa Igreja Em que cremos